O que são indicadores

Segundo a ANVISA, indicadores são “instrumentos utilizados para avaliar o desempenho hospitalar, envolvendo sua organização, recursos e metodologia de trabalho”. Ou seja, são ferramentas e metodologias que permitem medir determinados parâmetros de qualidade.

 Indicadores de Infecção Hospitalar

As infecções hospitalares são resultantes de interações complexas e múltiplos fatores causais que interagem diferentemente, predispondo a infecções de diversos tipos [1]. Sendo assim, como profissional e membro de CCIH ou SCIH, ou até mesmo estudante, você já deve ter se deparado com os indicadores de Infecção Hospitalar, ou pelo menos já deve ter ouvido falar deles.

Quando falamos de CCIH/SCIH, os parâmetros analisados têm a função de determinar os índices de infecção hospitalar, sendo assim, de acordo com o Programa de Prevenção de Infecções Hospitalares, ao realizar uma auditoria, são considerados os seguintes indicadores:

  1. Taxa de infecção hospitalar geral para o hospital ou para cada unidade de internação;
  2. Taxa de infecção hospitalar por topografia;
  3. Distribuição das infecções hospitalares por unidade de internação;
  4. Distribuição das infecções hospitalares por topografia;
  5. Distribuição dos agentes etiológicos envolvidos por topografia;
  6. Taxa de infecção hospitalar por fator de risco específico;
  7. Taxa de infecção hospitalar por cirurgia.

 Importância dos indicadores de infecção hospitalar

Claramente os indicadores possuem uma função muito importante em qualquer setor, contudo, uma vez que estes estão ligado diretamente com a saúde de pacientes, os indicadores de infecção hospitalar tendem a ter uma função prática, social e educacional, além da função estratégica. [veja aqui formas de controle de infecção hospitalar]

Ao realizar a mensuração dos dados, é possível obter dados necessários ao planejamento e avaliação dos serviços saúde; identificar fatores determinantes a doenças e permitir sua prevenção; avaliar a eficácia dos métodos utilizados no controle de doenças e permite descrever a linha cronológica da doença instaurada. [2]


Referências:

  1. https://goo.gl/8DLEWb
  2. http://www.who.int/eportuguese/countries/bra/pt/